projeto social

"Uma andorinha sozinha não faz verão."

provérbio popular

SONHO QUE SE SONHA JUNTO SE TRANSFORMA EM REALIDADE

jovens narradores
Capa JN 7 edição (1)
clara haddad jovens
jovens
Jovens-Narradores-
jovens%20narradores%20brasil
jovens narradores 2014

Duas irmãs unidas por um sonho

Mais de 1.400 jovens já se beneficiaram em 8 anos de existência do projeto pioneiro de Clara Haddad

"Não fique esperando o futuro para ser feliz, faça do presente a sua alegria."

Jovens Narradores Descobrindo Novos Horizontes é o nome do projeto que Clara Haddad criou em parceria com sua irmã Sandra Haddad em 2012 e que é levado a cabo num bairro social da cidade de São Paulo-Brasil.

Este projeto nasce do desejo da escritora Clara Haddad e sua irmã professora da rede pública Sandra Haddad de partilhar saberes da arte ancestral da narração oral. A partir disso, Clara Haddad,  diretora da Fábrica das Histórias e da Escola de Narração Itinerante, sediadas em Portugal, preparou um programa para desenvolver as competências artísticas, narrativas e leitoras dos jovens.

Consiste em incentivar a leitura e a oralidade nos jovens através de um trabalho com livros de literatura infantojuvenil, técnicas de mediação de leitura e de storytelling. Os participantes tem idade entre os 10 aos 18 anos e já foram beneficiados mais de 1.400 jovens desde o início da aventura que é levar cultura, arte e educação para os jovens no Brasil.

A cada ano é desenvolvido um tema, através da pesquisa das narrativas, eles são levados a compreender seu meio ambiente, suas heranças culturais e familiares.  

SE DESEJA DOAR LIVROS INFANTOJUVENIS PARA O PROJETO SOCIAL ENVIE UMA MENSAGEM

testemunho

"O projeto jovens narradores foi muito importante para mim pois durante o processo da iniciativa consegui ter contato com pessoas muito relevantes, com bagagens culturais muito grandes, além de ter tido oportunidades incríveis que me abriram muitas portas, tanto para o meu desenvolvimento pessoal quanto profissional. Um exemplo, foi a minha participação na TV Cultura e na Revista Veja , na qual hoje posso incluir no meu portfólio profissional. Hoje me sinto uma pessoa muito mais desenvolta, com maior facilidade na comunicação, com maior facilidade para auto expressão. O processo do projeto de narração funciona perfeitamente para desenvolver o jovem a se comunicar melhor e além disso abrir a mentalidade do mesmo para novos horizontes. Antes do projeto eu era um jovem muito introspectivo, com dificuldade de me comunicar. Após o projeto , consegui desenvolver muito melhor minha comunicação, a maneira como falo, como me porto , como me relaciono com as outras pessoas. O projeto foi um marco essencial pra minha trajetória até aqui!"

Vinicius Serafim Siqueira Nascimento, 18 anos, agora aluno de Publicidade e Propaganda na UNASP

 "Fiz o ensino fundamental completo no Airton Arantes Ribeiro e estou no 1º ano do ensino médio. Durante o tempo que estive no Airton, tive o prestígio de participar do projeto Jovens Narradores. De início eu me sentia meio receoso sobre a idéia de falar para um público, por mais que fosse pequeno, mas foi aí que eu vi a oportunidade para melhorar nesse quesito e deixar a timidez de lado. Decidi participar do projeto. Sendo guiado pela professora Sandra Haddad, aos poucos fui me libertando destas amarras vergonhosas de falar com mais de uma pessoa que não tinha tanta proximidade ou as vezes nem conhecia. Isso foi muito importante para mim e me ajudou demais, tanto na escola, na minha vida social e até mesmo dentro de casa, pois eu passei a sentir liberdade para me expressar, não tinha mais a insegurança de falar o que pensava, sabia como, quando e onde abordar cada assunto. Nunca imaginei que contar histórias teria um poder tão transformador em minha vida, mas foi bem mais do que só narrar, o projeto Jovens Narradores me ensinou a partilhar meus saberes com os próximos, sejam eles crianças, jovens, adultos ou idosos, e o principal, saber viver como eu realmente sou!"

Arthur Severo Martins de Andrade, 16 anos, aluno do Ensino Médio

O que a imprensa diz sobre o projeto

Rede Vida

Projeto incentiva jovens a contarem histórias  e busca expandir sua visão de mundo

Revista Veja

 “Contação de histórias estimula o senso crítico dos alunos(...) Clara Haddad e sua irmã Sandra criaram em 2012 um projeto social que já beneficiou 800 alunos da escola Airton Arantes Ribeiro, no jardim São Luís."

Agência Brasil árabe

“Neta de libaneses, a paulistana Clara Haddad aprendeu com a avó a tradição oral dos contos árabes. Ela fez disso sua profissão e, hoje, encanta crianças, jovens e adultos com narrações.(...)

TV Cultura

“ Um projeto da narradora e escritora Clara Haddad aportou no Brasil para formar jovens contadores de histórias (...)"

Revista Veja

Eles e põem na situações das personagens e aprendem a superar obstáculos

"Para que as luzes do outro sejam percebidas por mim devo por bem apagar as minhas, no sentido de me tornar disponível para o outro."

mia couto

abraço de histórias

SONHO QUE SE SONHA JUNTO SE TRANSFORMA EM REALIDADE

estampa#3.Abracodehistorias.jpg

Em tempos de distanciamento social e sabendo a falta que o abraço faz, narradores e escritores do Brasil e do Mundo resolveram abraçar com histórias, agasalhar sentimentos e proteger com afeto e contos as crianças, jovens e adultos.

Quem não gosta de receber aquele abraço cheio de afeto? Essa ação em tempos de pandemia mundial não está sendo recomendada, e pensando nisso e na falta que o abraço faz, narradores e escritores do Brasil e do Mundo resolveram abraçar com histórias, agasalhar sentimentos e proteger com afeto e contos as crianças, jovens e adultos. Um abraço é tão bom, não é mesmo? Provoca em nós um sentimento que mexe com a gente que pode mudar o nosso dia. Por isso, sintam-se abraçados por autores e narradores de todos os cantos, sotaques e formas de narrar. Se deseja participar envie seu video para: abraçodehistorias@gmail.com Os requisitos: - grava um vídeo de no máximo 5 min - gravar num espaço com uma parede de fundo e com menos ruído possível - gravado da horizontal - identifica a obra e o nome do autor do conto - envia o teu vídeo com o teu nome e localidade para: abracodehistorias@gmail.com

Quer participar?

Os requisitos:

 - grava um vídeo de no máximo 5 min

- gravar num espaço com uma parede de fundo e com menos ruído possível

- gravado da horizontal

- identifica a obra e o nome do autor do conto

- envia o teu vídeo com o teu nome e localidade para: abracodehistorias@gmail.com

A ilustração é da Talita Nozomi

ideia do projeto, organização e edição dos videos: Clara Haddad

“Não deixe o ruído das opiniões dos outros abafar a sua própria voz interior”.

Steve Jobs

Encontro com as histórias

PROGRAMA SEMANAL  CUJO FOCO ESTÁ NO CENÁRIO ARTÍSTICO, LITERÁRIO E DA NARRAÇÃO ORAL.OS CONVIDADOS SÃO AUTORES, ILUSTRADORES E PESSOAS QUE TENHAM BOAS HISTÓRIAS PARA CONTAR SOBRE EDUCAÇÃO, CULTURA, LITERATURA INFANTOJUVENIL, INFÂNCIA... E QUE NUMA CONVERSA INFORMAL FALAM SOBRE SUAS OBRAS, EXPERIÊNCIAS, VIVÊNCIA E ÁREAS DE ATUAÇÃO.

image00009.jpeg

A iniciativa surgiu em 10 de novembro de 2015 depois de tanto ouvir de minhas alunas amigos a seguinte frase: "queria ser uma mosquinha para ver e ouvir tudo em suas viagens".

Nessa altura nem se falava em lives, existia um recurso no periscope e facebook só liberado para os "famosos". Eu tinha visto o Nuno Markl fazendo algo do género e lembro de perguntar para minha amiga Cintia Woodcok: Dá para "uma pessoa comum fazer?"

A resposta: Não! mas você não é comum e pode tentar achar meio de fazer!

E eu segui essa ideia, que parecia loucura e dessa maneira,  busquei saber como fazer, ao princípio agarrei a  minha câmara fotográfica, comprei um microfone e ia a descoberta. Quando estava em viagem carregava comigo o meu iPad.

Enfim, alguns programas eram gravados, nem sempre entrava ao vivo, e para aqueles que precisam ser editados era  trabalheira danada! ( não sou da área do audiovisual e me via perdida para fazer as edições).

A primeira entrevistada foi a Lenice Gomes e,  claro, foi uma diversão! Não poderia ter melhor convidada na vida para me apoiar numa "loucura como essa".

Aqui o link para essa conversa

De 2015 a 2018 fui fazendo esse trabalho com alguma regularidade, sobretudo quando participava de eventos importantes como o Bologna Children Book Fair ou festivais internacionais, contando sobre os bastidores desses eventos.

No Encontro com as Histórias, tinha um bocadinho de tudo: dicas de livros, bate-papo/entrevista com convidados, conversa sobre a narração oral e outras coisas interessantes que surgissem.

Conversei com muitas pessoas. Elisabeth Serra, Vôlnei Canônica, Roger Mello, Sónia Borges, Bruno Batista, Priscilla Ballarin, Kátia Caton, Rogério Barbosa, Vinicuis Viramundos, Luciano Pontes, André Neves, Cléo Busatto, Fadas Magrinhas, Estevão Marques, Gil Viera Sales, Erivan Gomes, Nuccio Ordini, Maria João Castro, Adriano Reis, Fernando Cunha( Cia.Valdevinhos), Manuela Leitão, Tatiana Moés, Lulu Aráujo entre tantos outros.

Os programas aconteceram de 2015 ao segundo semestre de 2018, sem uma regularidade fixa e com alguns intervalos ou pausa se eu estivesse com muito trabalho- nessas ocasiões não conseguia entrar ao vivo na  Página de Facebook  de Clara Haddad.

Fiz uma pausa dessa iniciativa no segundo semestre de 2018 até o momento, mas A BOA NOVA é que pretendo retornar em outubro de 2020 com nova temporada e convidados no instagram.

Estava longe de saber ou imaginar mas essa iniciativa foi os primórdios das live , que hoje em 2020 fazem furor na internet!

O conteúdo continuará focado em nomes importantes e interessantes do cenário artístico, literário e da narração oral. Pessoas que tenham boas histórias para contar sobre educação, cultura e infância, autores e ilustradores que falem sobre suas obras, experiências e áreas de atuação.

Convido à todos os amigos dos contos a viajarem neste « Encontro com as Histórias».

Beth Serra e Clara Haddad
Vinicius Viramundos e Clara Haddad
Fadas Magrinhas e Clara Haddad
Clara Haddad e Volnei Canónica
Clara Haddad Bologna Children Books
Roger Mello

"Se você precisar beber uma história, escute um conselho: beba tudo. Não deixe nada no fundo do copo, porque isso poderia dar um branco em sua memória.Essa é a razão pela qual, em todos os tempos, os contadores de histórias sempre foram, também, bons bebedores de vinho"

trecho do conto« Por que os contadores de histórias tem boa memória»

contos nas caves do vinho

UMA INICIATIVA PIONEIRA NO PAÍS COM UMA CAVE DO VINHO E UMA ARTISTA DA PALAVRA

_TAS9066f.jpg

Nas caves Croft era o "Entre Contos & Vinhos direcionado para o público adulto. Nas Caves Taylors era " Domingos de Contos " direcionado para pais e filhos.

Clara Haddad teve uma parceria de mais de 7 anos com as Caves Croft e com as Caves Taylor´s que foi um sucesso de público durante várias temporadas. A iniciativa pioneira consistia em valorizar a arte da narração de histórias em um ambiente mítico dos armazéns de envelhecimento do vinho do Porto- que são um patrimônio mundial.

clara haddad.jpg

FALE COMIGO

ESTOU AO SEU DISPOR PARA QUALQUER INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR.TENTAREI RESPONDER O MAIS BREVE POSSÍVEL.

PORTO. PORTUGAL

info@clarahaddad.com 

 

TLM e contacto de Whatsapp

0351 91465 63 72        PORTUGAL

Cel- 5511 98259 6166      BRASIL 

  • Black LinkedIn Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Google+ Icon
  • Black Instagram Icon

©Clara Haddad.Todos os direitos reservados

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon